Arquivo

Diamantes rendem 294,85 milhões de dólares para o país no 3º trimestre de 2019

0

2,94 milhões de quilates é o volume de produção comercializado neste período ao preço de 137 por quilates.

Comparativamente ao penúltimo trimestre do ano passado, o subsector dos Diamantes registou um aumento de mais de 30,7 milhões de dólares assinalando uma cifra de 11,7% nas recitas e mais 46% na produção.

Segundo dados da Empresa Nacional de Comercialização de Diamantes de Angola (SODIAM), apresentados, segunda-feira, 4 Novembro, em Luanda, até ao mês de Setembro Angola já arrecadou mais de 890 milhões de dólares norte-americano.

Cerca de 9 milhões de quilates é a media da produção anual do País, uma cifra que pode se alargada, as autoridades pretendem aumentar a produção anual para 13 milhões, até 2022.

Na ocasião, o secretário de Estado para a Geologia e Minas, sublinhou ter havido um desempenho positivo. Jânio Victor, reconheceu que embora as vendas estejam em alta, muito ainda há por se fazer, tendo em conta o potencial de Angola, no que toca ao referido minério.

“Ainda não é aquilo que nós queríamos que fosse, mas estamos a trabalhar nesse sentido”.

O governante angolano ressaltou que a mina do Luaxe, na província da Lunda Sul, vai entrar em produção em 2020, o que poderá representar um aumento substancial da produção.

“Aumento esse que terá de abrir aquilo que nós prevemos para o PDN (Plano de Desenvolvimento Nacional) 2018-2022, que é de saída de nove milhões e poucos de quilates produzidos anualmente para 13 milhões”, afirmou.

Em 2018 Angola comercializou mais de 8,4 milhões de quilates brutos, tendo arrecadado 1,2 mil milhões de dólares, correspondendo a um preço médio de 145,5 dólares por quilate.

Igreja Católica apela a formação do homem como chave do sucesso

Anterior

Angola na conferência internacional de diamantes

Próximo

You may also like

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

More in Arquivo