Uncategorized

Líderes da indústria e sociedade civil incentivam a reforma do Processo Kimberley

0

A Sessão de abertura da Reunião de intercessão do processo kimberley foi presidida por Alok Vardhan Chaturvedi, Presidente do PK, que desejou as boas vindas a todos os participantes, e referiu que a Índia está fortemente comprometida com os objetivos da agenda de desenvolvimento sustentável para 2030. O país detentor da presidência do PK está empenhado em tornar o PK um processo mais vigoroso em termos de inclusão e implementação e eficiente em termos de cumprir com o que promete, apelou por mais transparência e empatia com os padrões de vida daqueles que dependem da produção, comércio e fabricação de diamantes.

O presidente do conselho mundial de diamantes, Stephane Fischler, pediu aos membros do Processo Kimberley que façam o que for necessário para salvaguardar os interesses de suas comunidades de mineração e optimizar o potencial de desenvolvimento de seus recursos naturais, sublinhou que reforma é um processo fundamental.

De relembrar que a Reunião de intercessão é uma das duas reuniões anuais do PK, a segunda reunião designada Reunião Plenária terá lugar novamente na Índia no mês de Novembro do corrente ano. Pretende-se que 2019 seja o último ano do processo de reforma e revisão que iniciou a três anos.

Por seu turno, o Coordenador da Coalizão da Sociedade Civil do KP, Shamiso Mtisi, destacou que os diamantes têm potencial para ser um motor positivo de desenvolvimento, mas que só podem ser alcançados sob as condições certas, reiterou que a sociedade civil aguarda com expectativa que as questões relacionadas com a reforma sejam debatidas de uma forma genuína, amigável e aberta.

De seguida, os presidentes dos diferentes grupos de trabalho, apresentaram o ementário de cada comité marcado por vários encontros para abordar as questões constantes da agenda. Dado o facto  que o KP está atualmente em um ciclo de reformas os próximos 4 dias tem uma agenda ambiciosa sobre a mesa.

Durante o certame dois fóruns especiais serão realizados dois fóruns especiais, o primeiro denominado “mineração artesanal – pequenos passos para resultados maiores”. O segundo e “terminologia diamantífera”.

Alicerçado em consenso, o Processo Kimberley baseia-se no engajamento construtivo de todos os participantes da estrutura tripartida, compromisso entre os órgãos intervenientes: Governo, Indústria e sociedade civil, estão na base do sucesso da organização.

 

Comissão de Gestão garante salários aos trabalhadores

Anterior

Exoneração e Nomeação na ENDIAMA E.P

Próximo

You may also like

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *